top of page

Palmito guariroba: tudo que você precisa saber antes de iniciar o plantio

Atualizado: 29 de mai. de 2023

Neste post, falaremos sobre alguns dos principais aspectos relacionados ao plantio da guariroba, também conhecida como gueroba. Vem com a gente e aprenda um pouco mais sobre esta cultura.


Antes de mais nada, é preciso dizer que a gueroba é uma palmeira nativa do Cerrado. A guariroba, portanto, é capaz de suportar condições climáticas adversas, como secas prolongadas e temperaturas elevadas, diferentemente das outras espécies de palmeiras produtoras de palmito, como a pupunha, jussara e açaí, que são nativas de regiões úmidas (Mata Atlântica e Amazônia). Além disso, a guariroba prefere solos férteis, ricos em matéria orgânica e com pH neutro. A palmeira não costuma se desenvolver bem em terras muito arenosas.


Quando e onde conseguir sementes?

A palmeira de guariroba é uma planta adaptada ao clima tropical. Durante a primavera, a planta solta cachos de flores, que são polinizadas principalmente por insetos, e logo em seguida se transformam em sementes, ou coquinhos. Em Mato Grosso do Sul, por exemplo, as sementes começam a cair dos pés a partir de outubro e vai até meados de fevereiro. Como não há empresas especializadas no melhoramento e produção de sementes, a compra das mesmas acaba sendo realizada de produtores ou até mesmo de fazendas com alta concentração da planta. O preço do milheiro (1000 unidades) da semente varia de acordo com a região.


Quando semear?

As sementes da gueroba são do tipo recalcitrante. Sementes desse tipo não resistem a longos períodos de armazenagem como as sementes ortodoxas (ex: soja, milho e trigo), uma vez que a secagem a partir de determinado nível de umidade reduz, ou até mesmo inviabiliza, a capacidade de germinação da planta. Assim, o ideal é plantar as sementes pouco tempo após colheira. Caso as condições do tempo não sejam favoráveis, seja pelo excesso ou excassez de chuva, é recomendado que as sementes sejam armazenadas em um ambiente com relativa umidade e sem incidência de sol, evitando assim a perda de umidade.


Como preparar o solo?

Antes de iniciar o plantio da gueroba, leve em consideração, pelo menos, os seguintes passos:

  • Escolha da área: é preferível que a área reservada para a lavoura tenha terra fértil e seja relativamente plana. Lembre-se que as hastes da guariroba podem pesar até 10kg antes de serem limpas. Carregar todo este peso em áreas irregulares pode não ser desejado;

  • Isolamento da área: a folhagem da guariroba é muito apreciada por bovinos, portanto, cercar a área pode ser necessário;

  • Limpeza da área: o terceiro passo consiste na remoção das plantas daninhas e outros empecilhos (ex: pedras, galhos, etc.);

  • Correção do solo: verificar e corrigir o pH do solo é uma etapa essencial antes do plantio de qualquer cultura. A adubação pode ser necessária em alguns casos.


Plantar direto ou fazer mudas?

O plantio da gauriroba pode ser feito diretamente no solo ou a partir de mudas. Cada método tem suas vantagens e desvantagens:


Plantio direto:

  • Vantagem: é mais rápido, economiza tempo, recursos e esforço em comparacão com o cultivo de mudas.

  • Desvantagem: existe o risco de não germinar, resultando em grandes falhas na lavoura, ou ser afetada por animais silvestres. Tatus, antas e porcos do mato costumam desenterrar os coquinhos para comê-los.

Fazer mudas:

  • Vantagem: maior controle sobre as condições de crescimento das plantas, o que aumenta as chances de sucesso. Além disso, garante maior padronização da lavoura.

  • Desvantagem: requer mais tempo, recurso e esforço para cultivar mudas, incluindo a preparação de vasos, substrato e irrigação.


Qual o espaçamento ideal?

Não há consenso entre os produtores em relação ao espaçamento ideal para esta cultura. O fato é que, como em qualquer outra cultura, o adensamento exagerado resultará em redução da produtividade da planta. Por outro lado, o excesso no distanciamento entre as palmeiras diminuirá consideravelmente o número de plantas por hectare, impactando negativamente na quantidade de quilos a ser colhida. Portanto, uma sugestão seria utilizar o espaçamento de 1,3m x 0,6m, conforme pode ser visto na imagem a seguir.

A distância entre uma planta e outra da mesma "rua" não deve ser muito pequena, pois além da competição pelo espaço, uma planta mais precoce pode acabar criando sombra, retardando o crescimento das demais plantas em sua volta. Vale lembrar que o espaçamento entre ruas também pode variar. O produtor deve levar em consideração pelo menos dois seguintes fatores na hora de dimensionar o espaçamento entre "ruas" do seu guarirobal. O primeiro diz respeito à forma como será feita a limpeza da área. Se for manual, um espaçamento menor pode ser menor; se for usado trator com roçadeira, um espaçamento maior pode ser necessário. O segundo fator diz respeito ao espaço necessário para cortar a palmeira, bem como para transitar adequadamente pela lavoura.


Se você quiser se informar mais sobre esta cultura, clique aqui para saber mais sobre a guariroba e a Sabor da Terra.


Este post foi útil pra você? Então compartilha em suas redes sociais e ajude mais pessoas a se informarem sobre o assunto.

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page